sábado, 12 de maio de 2007

MATER LUCES (Homenagem às Mães)












Mãezinha,


Não entendia o que se passava com você,
quando aconchegada eu estava
no cantinho de teu ventre.
Quisera mais espaço pra crescer, e
sempre te apertava mais um pouco;
Você, boazinha, deixava,
me acarinhava, e sua barriga ia esticando...
Achava graça quando eu te acordava
e pedia a minha comida desejada...
mas não entendia porque logo depois,
você jogava tudo na pia do banheiro.
Ouvia tua voz dizer que sentia dores
nas costas, sem saber que era eu,
que tanto te pesava...
Reviraste na cama sem dormir,
porque eu te incomodava,
mas no fundo, no fundo.... eu só queria
brincar, me esticar, e, sem querer,
tua barriga eu chutava toda contente!
O tempo passou tão rápido, e vi você
rir e chorar ao me ter em teus braços...
Ainda não sei, mãezinha,
onde era melhor morar;
se no calor do aconchego de teu ventre
ou na doçura e no embalo de teus braços...



Izabel Dias
Publicado no Recanto das Letras em 12/05/2007
Código do texto: T485109

2 comentários:

Silvânia Sávia disse...

Homenagem de doçura linda...
Neste Poema, você expressa a doce, inocente e sapequinha criança que existe em você.
A cada verso desta poesia, sentimo-nos como aquele ser pequenino, gerado no ventre de nossa mãe, que vai crescendo e desenvolvendo-se, até virmos ao mundo, aconchegando-nos em seus braços, que nos acolhem com todo amor e ternura.
Sentimos você, amiga, nesta poesia... És meiga, és sentimento puro, és mulher e eterna criança!

Tadeu disse...

"MATER LUCES" (Uma Homenagem Às Mães), é mais que uma síntese de tua vivência intra-uterina, mas um preito de emoção e paixão a tudo o que você mesmo representa e a tudo isso o que seus próprios filhos passaram, com essa mesma representação, mas certamente não com a experiência de terem sido uma força geratriz que se resumiu em lindas explosões de vida! Poema fantástico, e que aqui expõe a poeta ao seu espetacular sentido de criação lírica, que nos envolve, nos ilumina e nos encanta!
Parabéns linda Mãe-poeta-mulher-amante-amada-amiga!