domingo, 29 de abril de 2007

ANJO MEDROSO



Sei voar,
Mas tenho medo
De cair,
Sem prévio aviso
No infinito
De seus olhos...
(Izabel Dias 18/03/2007)

2 comentários:

Tadeu disse...

Que esses olhos te acolham em tua queda e te raptem nessa viagem sem fim. Concisão, precisão e perfeita exposição geral de uma idéia, sempre direcionada ao amor por alguém. Parabéns, poeta!

Silvânia Sávia disse...

Em poucas palavras, você expressa lírica e românticamente um intenso e infinito sentimento de amor!
Muito lindo, menina poeta!